Home Séries After Life – Vocês vão ter de me engolir
After Life – Vocês vão ter de me engolir

After Life – Vocês vão ter de me engolir

25
0

After Life é uma série de humor negro que coloca um dedo sobre a ferida comportamental de uma sociedade infectada de vícios de relacionamento e julgamentos.

Disponível desde 8 de março no serviço de streaming NetFlix, After Life tem produção britânica e dá um novo folego nas histórias deste formato que acabou caindo no mais do mesmo.

Em algum momento é possível que você sinta uma espécie de asco pela personagem principal da série, mas, ao longo dos capítulos você vai perceber que acabou de encontrar seu anti herói favorito.

After Life

After Life conta a rotina de Tony (Ricky Gervais), que leva uma vida “perfeita” antes de sua esposa morrer de câncer de mama.

Mesmo contemplando o suicídio, decide viver o suficiente para punir o mundo pela morte de sua esposa dizendo e fazendo o que ele quiser.

Ou, por outro angulo, tornando-se uma pessoa verdadeira. Só não ganha este título de “pessoa sincera”, no adjetivo, porque sempre entrega junto um suspiro de desaprovação.

Mesmo assim, sem ser o homem do ano, ele encara seu novo perfil como superpotência, enaltecendo-a sempre que questionado.

Porém, seu plano de acabar com o mundo é prejudicado quando todos ao seu redor tentam torná-lo uma pessoa melhor novamente.

Rick Gervais

Por trás deste seriado está a mente brilhante de Rick Gervais que escreveu, dirigiu e estrelou a obra.

Embora muito se pareça com outras produções que tratam de pessoas sem muito apreço para convenções sociais (Um Santo Vizinho por exemplo), Rick impõe em seu trabalho uma sutileza que da um tapa de luva em uma rotina onde as pessoas estão propensas demais em se ofender, sem sequer olhar com profundidade para os motivos das reações alheias.

Isso pode ser defendido em entrevista do autor quando diz que “apesar de qualquer tópico ser justo para a comédia, ofender as pessoas nunca é o objetivo final”.**

NaftalinaPOP_Tony_AfterLife

Netflix

Neste ponto deve-se enaltecer a importância de Streaming como a Netflix que dão liberdade para mais autores e histórias acontecerem. 

O próprio Rick Gervais atesta isso, após entender que em uma produção para televisão tais resultados não poderiam ser alcançados. 

                                  "A BBC não quer certos papéis em suas costas, 
                                   e os acionistas não querem o incômodo, 
                                   e eles não querem cartas de reclamação. 
                                   É mais fácil dizer, 'não vamos colocar isso' 
                                   do que colocar algo para fora e deixar que 
                                   quebre o pau. 
                                   Algumas pessoas estão apenas com medo, 
                                   porque eles não querem o administrativo 
                                   no seu pé."

Delicadeza

After Life não é apenas uma liberdade artística que levam produções minimamente mais ousadas ao Globo de Ouro.

O seriado é meticuloso em sua abordagem como um drama cômico sobre um homem que sofre de dor e depressão. Sobre como vestidos demasiadas marcaras para estancar nosso próprio sofrimento e, por tantas vezes, opiniões, para se encaixar em uma sociedade que prega o politicamente correto dos filtros de aplicativos e redes sociais.

Ninguém disse que é necessário ser estúpido para ser real, mas ninguém avisou dos efeito colaterais de vender continuamente uma imagem vazia.

E para tanto, embora muitos ainda não entendem, é a comédia que liberta.

“Todo mundo acha que a comédia é sempre desrespeitosa. Mas a ofensa geralmente é tomada quando as pessoas confundem o assunto de uma piada com o alvo real. E elas não são necessariamente a mesma coisa.” – conclui Rick Gervais.

NaftalinaPOP_AfterLife

Trailer


**(copie isso e repasse para seus grupos “mimimi” de whatsapp)

 

(25)

Totonho Lisboa Sou ator de teatro e televisão e produzo espetáculos sob encomenda. Sou parte do nicho que se interessa por muitos assuntos, mas não é expert em muita coisa. Meus momentos criativos são compostos por séries, Wood Allen, curtas metragem e trabalhos irônicos independentes. Não tenho nada contra Blockbuster.

Deixe um comentário

Por favor Faça Login para Comentar
  Acompanhe respostas por e-mail  
Notificar