Home Séries Better Than US: Um dica de série na Netflix
Better Than US: Um dica de série na Netflix

Better Than US: Um dica de série na Netflix

1.32K
0

Se você gosta de ficção científica, Better Than Us pode ser uma boa opção. Entrando no catálogo do serviço de streaming dia 18 de agosto, a série russa ainda passa batido por quem está procurando algum conteúdo novo.

Russos e robôs

Paulina Andreeva vive a androide Arisa
Paulina Andreeva vive a androide Arisa

Better Than Us é uma série russa, criada por Aleksandr Kessel e Aleksandr Dagan. Na trama, uma androide de uma nova geração, foge de seu proprietário e acaba “adotada” por uma família desestruturada.
Claro que há uma trama por trás desta fuga, mas para saber mais convido todos para verem a série.

O nome da série “melhor que nós”, numa tradução livre, tem 16 episódios, e aborda o quanto os androides podem ser parecidos com os humanos. Em alguns momentos, temos a impressão que eles estão se tornando afetivos, enquanto as pessoas se tornam mais “robóticas”, sem emoções ou consideração pelos outros.

Better Than Us

O assunto não é novo, e já foi abordado em outros filmes e séries. Mas é bom ver uma produção de fora dos EUA de vez em quando. Não apenas pelo idioma russo falado na série, mas o tipo de direção, atuação e roteiro, que tende a não ser tão hollywoodiano, e mais original.
Gosto de como a série mostra um futuro tecnológico, mas esta tecnologia está restrita à algumas coisas. Os carros, por exemplo, são iguais aos de hoje. Para mim isto faz diferença, já que não exige da produção efeitos visuais que não seriam fáceis para uma série.

Uma grata surpresa

Sonya e Arisa assistem televisão
A Androide Arisa tem relação especial com a caçula, Sonya

A relação da androide com a caçula da família, para mim, é um toque de fofura na série. Sonya (Vitaliya Kornienko), tem somente 9 anos de idade, mas ela manda muito bem. É a personagem com maior contato com uma androide, ainda assim, ela mostra sua afeição por ela em momentos em que precisava de uma mãe por perto.
Espero que tenha uma segunda temporada, mostrando ainda mais esta complexa relação entre pessoas e máquinas. Isto é abordado na série, mas este drama é um bom contraponto aos filmes e séries com explosões que estamos acostumados.
Se você ainda não viu a série, ou nem sabia que ela estava por lá, veja.

(1320)

Albert Vaz Escritor e roteirista que já era nerd desde a época que isto era crime. Caráter forjado na mesa de RPG e pelas séries de gosto discutível da TV Manchete.

Deixe um comentário

Por favor Faça Login para Comentar
  Acompanhe respostas por e-mail  
Notificar