Home Games A evolução de Age of Empires
A evolução de Age of Empires

A evolução de Age of Empires

81
0

Para quem é fã de jogos de estratégia, Age of Empires é unanimidade! Um dos melhores jogos, com uma das melhores mecânicas.
A ideia de coletar recursos para evoluir sua civilização não era novidade. Mas nas mãos da Ensemble Studios ela ganhou forças.

Para fãs de Warcraft e Civilization (já conhecidos na época), o Age of Empires veio para mudar o cenário.

Age of Empires

Lançado 1997 pela Ensemble Studios, o jogador podia escolher uma, entre doze civilizações, e evoluí-la da idade da pedra até a idade do ferro. Em 1998 The Rise of Rome (expansão do jogo), veio acrescentando a civilização romana, além de novos recursos.

Apesar de uma boa árvore tecnológica, o primeiro jogo da série tropeçava em alguns bugs chatos. Unidades que travavam no meio do caminho, IA meio burra e gráficos meio “quadrados” demais.

Mesmo assim, o jogo foi um sucesso, e em fevereiro de 2018, a Microsoft (distribuidora de Age of Empires) lançou o Age of Empires: Definitive Edition. Uma versão remasterizada e gráficos em 4K deste primeiro título.

Recentemente joguei a versão Definitive Edition. Senti muita falta de recursos e unidades das versões posteriores. Armadilha para pesca e formação de táticas para as unidades militares fizeram falta. Mesmo assim me diverti muito, e gostei da melhora nos gráficos.

A versão remasterizada melhora no visual e trilha sonora. As demolições também estão lindas, mesmo assim, a sensação de “travamento” por causa das unidades bugadas irritam um pouco.

Versão remasterizada

 

 

 

 

 

 

 

 

Age of Empires II

Lançado em Setembro de 1999, Age of Empires II: The Age of Kings, foi um sucesso maior ainda, vendendo mais de dois milhões de cópias. O jogo segue a linha do tempo, agora indo da idade das trevas até a idade imperial, onde surgem as primeiras armas de fogo (ainda que toscas).

É sem dúvida o jogo que mais joguei na minha adolescência, e que até hoje guardo imenso carinho. Isto porquê ele melhora onde o primeiro jogo peca: AI melhorada, unidades mais inteligentes (seguem suas ordens quando diz para manter posição ou patrulhar) e menos bugs no geral.

Na primeira versão de Age of Empires II: The Age of Kings você pode escolher entre treze civilizações, e sua expansão, The Conquerors, acrescenta outras cinco.

É também nesta versão que as muralhas ganham portões (no primeiro não existiam e sua cidade ficava sempre aberta), armas de cerco como aríetes e novos mapas.

Também seguindo o primeiro jogo, Age of Empires II ganhou uma versão em HD em Abril de 2013, melhorando os gráficos do jogo, trilha sonora e partidas online.

Versão Remasterizada

 

 

 

 

 




 

Age of Empires III

A série “Age” deu continuidade em Outubro de 2005, quando o terceiro jogo foi lançado a partir do motor do jogo de Age of Mythology. Se passando no período dos descobrimentos (entre 1421 e 1850), o jogo aborda principalmente a expansão marítima, com navios muito maiores que as unidades de terra (o que nos outros jogos causavam estranheza por serem pequenos), canhões e ferrovias.

O terceiro jogo também trouxe mudanças significativas na notabilidade. Agora você controla uma colônia, e precisa acumular cartas para pedir reforços e bônus da sua capital. Um bom deck pode ser decisivo entre a vitória ou a derrota.

O jogo também deixou as partidas online mais dinâmicas, já que os mapas não são aleatórios como nas versões anteriores. Se você jogar algumas vezes, pode saber exatamente onde fica cada recurso no mapa. Eu particularmente não gostei disto.

A primeira expansão para Age of Empires III, The WarChiefs veio em Outubro de 2006 focado nos povos nativos da américa e Outubro de 2007. The Asian Dynasties, a próxima expansão, foi focada nos povos asiáticos.

 

 

Age of Empires IV

A tão aguardada parte 4 da série ainda não tem data definida, porém, em Agosto de 2017, a Microsoft lançou um teaser do próximo jogo da franquia.

Gosta de jogos? Que tal dar uma lida nesta matéria Aqui!

(81)

Albert Vaz Escritor e roteirista que já era nerd desde a época que isto era crime. Caráter forjado na mesa de RPG e pelas séries de gosto discutível da TV Manchete.

Deixe um comentário

Por favor Faça Login para Comentar
  Acompanhe respostas por e-mail  
Notificar