Home Filmes Laranja Mecânica: Uma continuação?
Laranja Mecânica: Uma continuação?

Laranja Mecânica: Uma continuação?

22
0

Documento encontrado revela uma continuidade ao clássico Laranja Mecânica.

Com mais de 200 páginas datilografadas, o material foi encontrado em meio aos arquivos do autor Anthony Burgess.

Lançado originalmente no inicio dos anos de 1962, a obra ganhou visibilidade e controvérsia mundial após adaptação para o cinema do gênio Stanley Kubrick.

Controverso e ousado, a obra está na prateleira mais alta das obras primas do cinema mundial.

Laranja_Mecanica_Naftalian_POP

Laranja Mecânica

Lançado em 1971, o filme de Stanley Kubrick abriu espaço para polemicas e muitas manifestações.

A história contada se passa no Reino Unido, em um futuro distópico, onde as marcas totalitárias são a violência e o autoritarismo.

Alexander Delarge, o protagonista, no filme brilhantemente interpretado por Malcolm McDowell, é líder de uma gangue de jovens maginais que espalham o caos, através de atos de violência gratuita.

Explorando questões sociais e políticas intemporais, a obra expõe temas como a delinquência juvenil, a psiquiatria, o livre arbítrio e a corrupção moral das autoridades.

Perturbador e repleto de imagens cruas de violência, se tornou um filme cult, aclamado pelo público e a crítica, e apontado como uma das obras mais icônicas de Kubrick.

Origem do nome

Inspirado por um papo de boteco (pub), no pós guerra de 1945 onde um senhor de mais de 80 descrevia alguém como “mais loco que uma laranja mecânica”, Anthony Burgess guardou este referência para usa-la em sua obra icônica, lançada 17 anos depois.

Laranja_Mecanica_Naftalian_POP_poster

O material encontrado

O que se divulgou no último dia 26 de abril foi a descoberta de mais de 200 páginas de material inédito escrito pelo próprio autor, Anthony Burgess.

O material encontrado, intitulado The Clockwork Condition (A Condição mecânica), foi encontrado por Andrew Biswell, professor de literatura moderna na Metropolitan University de Manchester.

Possivelmente como uma “resposta ao pânico moral que rodeou a famosa adaptação cinematográfica de 1971, que foi acusada de inspirar violentos delitos de imitação e proibida pelas autoridades locais no Reino Unido”, afirma Biswell.

Embora ainda inacabado, este material coloca luz sobre os pensamentos e angústias do autor sobre a adaptação de sua obra.

Continuidade de Laranja Mecânica

Segundo os pesquisadores, o material encontrado trata-se do que seria a sequência de Laranja Mecânica, descrita como “parte uma reflexão filosófica e parte autobiografia”.

O próprio Burgess teria chamado a obra de “uma imensa declaração filosófica sobre a condição humana contemporânea”.

Segundo o descobridor deste material, The Clockwork Condition amplifica as visões de Burgess a respeito de crime, punição e os possíveis efeitos corruptores da cultura visual, ampliando o conceito sobre a obra e pensamento do autor.

Nele se identifica o estado de se sentir alienado do autor, parcialmente por culpa da mídia. “De certa forma, é um comentário sobre o que estava acontecendo com ele e como sua vida foi virada do avesso com o sucesso do filme”. 

Para completar, disse que Anthony Burgess deixou de lado o manuscrito quando “percebeu que era um autor de romances e não um filósofo”.

Precisa de continuidade?

Essa pergunta não tem uma resposta padrão, mas traz uma indicação aos radares de caça-níquéis do mercado cinematográfico.

Não obstante desta opinião, deve-se lembrar que até 2020 deve ser lançado “Doutor Sono”, continuação de “O Iluminado” de Stephen King.

Trailer Laranja Mecânica

 

 

 

(22)

Totonho Lisboa Sou ator de teatro e televisão e produzo espetáculos sob encomenda. Sou parte do nicho que se interessa por muitos assuntos, mas não é expert em muita coisa. Meus momentos criativos são compostos por séries, Wood Allen, curtas metragem e trabalhos irônicos independentes. Não tenho nada contra Blockbuster.

Deixe um comentário

Por favor Faça Login para Comentar
  Acompanhe respostas por e-mail  
Notificar