Home Games Ring Fit Adventure: a nova proposta fitness da Nintendo
Ring Fit Adventure: a nova proposta fitness da Nintendo

Ring Fit Adventure: a nova proposta fitness da Nintendo

12
0

Ring Fit Adventure é uma nova proposta da Nintendo de mesclar exercícios físicos com videogames. Isso não é novidade nenhuma para a empresa Japonesa, notória por criar experiências exclusivas, e inclusive já teve bastante sucesso nessa área em específico no passado.

Jogos e exercícios, um namoro antigo

Joyboard para o Atari, fonte Wikipedia
Joyboard para Atari. Fonte: Wikipedia

A vontade de unir exercícios físicos e videogames não é nenhuma novidade. Mesmo na época do Atari já havia acessórios que motivavam os jogadores a se levantarem e movimentarem durante o jogo. Um desses acessórios era o Joyboard, produzido pela Amiga. Com ele você controlava o jogo ao se posicionar em pé sobre uma prancha. Ao se inclinar para um dos quatro lados, o acessório enviava um sinal para mover os personagens no game na mesma direção.

Uma área familiar para a Nintendo

No caso da Nintendo, seu mais recente sucesso nessa área foi o game Wii Fit e o acessório Balance Board para o Wii, lançados em 2008. Assim como o Joyboard, a Balance Board é uma prancha usada para controlar os games. Ao contrário do Joyboard, porém, que apenas detectava qual das quatro direções você se inclinava e então movimentava seu personagem, a Balance Board possui quatro sensores de pressão. A prancha é capaz de detectar equilíbrio e posicionamento ao calcular a diferença de peso entre os sensores.

O acessório e game tiveram um imenso sucesso, e até hoje são usados inclusive por fisioterapeutas em exercícios para manter flexibilidade e equilíbrio, especialmente com pessoas de idade.

Imagem promocional do Balance Board do Wii
A famosa Balance Board do Wii

Kinect: um dispositivo para se livrar de todos os outros dispositivos

Até mesmo a Microsoft decidiu se aventurar nessa área. Seguindo a ideologia de motivar os jogadores a se levantar e movimentar, lançaram o Kinect em 2010, um dispositivo que detecta gestos e movimentos através de uma câmera com um projetor infravermelho.

A ideia por trás desse dispositivo era interessante. Você poderia controlar seu console completamente através de gestos e comandos por voz. Isso torna a experiência mais acessível, visto que não é preciso familiaridade com um controle.

O fato que o dispositivo também detecta seus movimentos e posicionamento em um espaço 3D transforma o aparelho em um ótimo auxílio a exercícios físicos, sendo capaz de apontar deficiências na postura ao ler seu corpo de forma completa. Até então acessórios fitness para videogames eram capazes apenas de gerar estimativas de posicionamento ao fazer uso de sensores.

 

Uma ideia à frente de seu tempo

No papel a ideia é ótima. Na prática, porém, o Kinect precisa de um ambiente bem específico para funcionar bem. Você precisa de bastante espaço livre e boa iluminação, que, inclusive, tem que ser homogênea.

Comandos por voz funcionam bem quando se faz um esforço para seguir as regras propostas. É necessário pronunciar alto e claro, e às vezes o eco em uma sala pode acabar confundindo o acessório, que então processa o comando errado. Às vezes apenas conversar com outra pessoa na sala pode ativar o Kinect, e o console passa a fazer coisas por conta, o que é bastante irritante.

Os gestos também precisam ser feitos com cuidado. Se for rápido ou lento demais, o console não aceita. Isso torna o uso do acessório fora de jogos uma tarefa que exige esforço e concentração. Se você agir naturalmente, muitas vezes pode não funcionar de acordo.

Os melhores usos para a tecnologia até então foram, de fato, games de dança e exercícios físicos. Sendo capaz de detectar seu corpo de forma completa, os softwares conseguem melhor guiar os usuários ao fazer os exercícios de forma correta.

Imagem promocional do Microsoft Kinect
O Kinect original

Ring Fit Adventure: um passo para trás?

Se o Kinect era tão bom assim, a pergunta que se faz é “por que não continuar no mesmo rumo?” Bastaria criar um híbrido de Kinect e continuar o desenvolvimento nessa mesma linha.

Como forma para detectar o seu corpo de forma completa, Kinect é realmente a melhor opção. Mas em qualquer outro aspecto, como medição de força e seus batimentos cardíacos, seria necessário um acessório específico para acompanhar esses dados com precisão. Sem esse acessório, tudo o que o Kinect pode fazer é gerar uma estimativa baseada na informação visual captada.

Isso pode ter uma perda significativa na precisão dos dados, visto que, dependendo da velocidade, a imagem pode borrar, ou se houver muitos elementos visuais ao seu redor, durante a movimentação o dispositivo pode se confundir por alguns momentos.

 

Ring Fit Adventure como a a solução para esse problema

Com um hardware com sensores específicos para detectar movimento e posição, medir dados com precisão se torna possível. Isso, aliado ao fato que Ring Fit Adventure não depende de qualquer tipo de informação visual, faz com que o Ring-Con tenha mais benefícios em relação ao Kinect. Você perde a referência visual do seu corpo inteiro, mas a forma como o Ring-Con e a faixa com o Joy-con presa a sua perna operam juntos fornece uma solução elegante e funcional ao maior problema que o Kinect encontra: boa iluminação e um ambiente livre de obstáculos.

O mais interessante é que é possível inclusive medir seus batimentos cardíacos usando o sensor infravermelho localizado na parte inferior do joycon direito. Você tem um pacote bastante compreensivo para acompanhar seus exercícios com a compra de apenas um acessório. Tanto o Kinect e Balance Board também poderiam acompanhar esses dados, mas você teria que adquirir outros acessórios para ter essas funcionalidades.

Closeups dos acessórios que acompanham o game Ring Fit Adventure para o Switch

Um lançamento promissor

Confesso que estou bastante empolgado com esse game! Apesar de suas desvantagens, gosto do Kinect, e fazer exercício com ele é melhor do que fazer exercício nenhum. A proposta de ter um jogo de aventura no qual você percorre e interage com os cenários, e usa poses e movimentos que imitam exercícios físicos reais nas batalhas torna a ideia ainda mais atraente, especialmente para aqueles que não gostam muito de se exercitar.

Para ter uma ideia geral de como o acessório e o game funcionam, veja o vídeo introdutório e o teaser que lançaram semana passada!

Ring Fit Adventure terá seu lançamento dentro de um mês, 18 de Outubro. O preço sugerido aqui no Canadá é $100. Já reservei minha cópia, e pode ter certeza que compartilharei com vocês minhas experiências com o acessório! E você, o que achou dessa nova ideia da Nintendo? 🙂

(12)

Vagner Albino Nascido no Rio Grande do Sul, atualmente mora no Canadá e está sempre procurando pelas últimas novidades no mundo dos games. Seus jogos favoritos são RPG, aventura, música e indies, e ele mesmo já desenvolveu diversos pequenos jogos e interações para a plataforma Twitch, onde esporadicamente faz algumas transmissões.

Deixe um comentário

Por favor Faça Login para Comentar
  Acompanhe respostas por e-mail  
Notificar