Home POP Rivalidade entre Coca-Cola e Pepsi
Rivalidade entre Coca-Cola e Pepsi

Rivalidade entre Coca-Cola e Pepsi

392
0

Indiscutivelmente os dois refrigerantes mais conhecidos e bebidos do mundo, a rivalidade entre a Coca-Cola e a Pepsi nos deixam uma reflexão importante: uma não vive sem a outra.

Sim, pode apertar play e ouvir Entre Tapas e Beijos, sucesso de Zezé di Camargo e Luciano. 🙂 

Ambas nasceram quase juntas e tem uma semelhança incrível: ajudaram, cada uma ao seu tempo e a sua maneira, a moldar o comportamento dos Estados Unidos da América e, porque não arriscar, do mundo ocidental.

Não duvide ou Papai Noel não vai lhe entregar seu presente.

 

O mais legal disso tudo é que ambas marcas não falam sobre essa rivalidade.

Melhor para nós, do Naftalina Humor, que fala e que falar muito sobre esse tema!

Acontece que esta disputa pela preferencia no gosto do consumir, além de gerar uma gama de produtos e novidades para beber, nos deram comerciais geniais que salientam esta rivalidade que marcou e marcarão ainda mais épocas.

Separamos os comerciais mais emblemáticos.

Mas antes, algumas curiosidades sobre os gigantes dos refrigerantes.

– É legal saber que ambas nasceram como remédios e eram vendidos em Pharmácias. A Coca-Cola em 1886 e a Pepsi (Brad’s Drink) em 1898.

– Sim, a Coca-Cola realmente possuía 60 mg de cocaína em sua fórmula até 1903.

– A Pepsi foi o primeiro produto americano a ser vendido na antiga União Soviética.

– A Coca-Cola nunca parou de ser produzida. Nunca! Porém, com a escassez de ingredientes durante a Segunda Guerra Mundial teve que inventar um novo produto. Nascia a Fanta!

– Quem “inventou” a garrafa Pet de 2 litros foi a Pepsi. Assim com foi ela quem cravou os 350 ml de refrigerantes no recipiente menor.

– O novo (e atual) Papai Noel apareceu na propaganda da Coca-Cola em 1931.

– Em 1985 a Pepsi fez um teste as cegas e mostrou que o público preferia o seu refrigerante e não da concorrente. Em resposta, a Coca-Cola resolveu criar um novo sabor, mais doce. Foi um fiasco. Retornou com o rabinho entre as pernas para o antigo sabor chamando-o de Coca-Cola Classic (tá bom, kkk). Esse episódio ficou marcado como um dos piores casos de marketing do século XX.

– Quando ficou sabendo que a Coca-Cola mudaria seu sabor (lá em 85), um cidadão americano gastou mil dólares para estocar o refrigerante para ter, por alguns anos, o seu sabor original. (eita!)

– A Coca-Cola tentou comprar a Pepsi em 03 ocasiões na década de 20. Não foi vendida, claro.

– Isso porque a Pepsi quebrou duas vezes durante sua história.

– Se reerguendo, a Pepsi investiu, e muito, em publicidade no cinema.

– O “inicio da birra” começa em 1931 quando a empresa de doces Loft Candy Company compra a Pepsi. E o motivo da compra? A empresa de doces tinha um contrato com a Coca-Cola que um dia resolveu não lhe dar desconto para renovar contrato. Pronto! Charles G. Guth, proprietário da Loft, ficou máguadinho, comprou a Pepsi e tratou de se tatuar no calcanhar da rival.

– A consolidação da rivalidade se dá na década de 70 quando a Pepsi começou a vincular críticas diretas e abertas à rival.

–  Em 2013 a Pepsi usou o Halloween para provocar: colocou sua latinha fantasiada de Coca-Cola com os dizeres “Desejamos um Halloween assustador para vocês.”

Não menos original, a Coca-Cola, talvez inspirada pelo comentário de um internauta na foto da Pepsi onde dizia que a fantasia mais parecia uma capa, respostou a mesma foto com a frase “Todo Mundo quer um herói”.

 



Comerciais históricos entre Pepsi e Coca-Cola

Sobre a New Coke

A Coca-Cola entrou na justiça e proibiu a vinculação deste comercial

A parte 01 da clássica propaganda dos caminhoneiros

A parte 2!

Até Papai Noel entrou na dança. Literalmente.

A Coca-Cola defende o que é seu!

Essa rivalidade serviu de inspiração para outra “cola”

Com o Rei do Pop a marca se consolida como o sabor da nova geração

PS: Sabe este menino que dança com Michael? Mais tarde ele interpretaria Carlton banks, no clássico “Um Maluco no Pedaço” ao lado de Will Smith. 😉

Se lembrou de mais algum comercial, comenta por aqui que estou louco para fazer a parte 2 deste post! 😉

 

 

 

 

 

(392)

Totonho Lisboa Sou ator de teatro e televisão e produzo espetáculos sob encomenda. Sou parte do nicho que se interessa por muitos assuntos, mas não é expert em muita coisa. Meus momentos criativos são compostos por séries, Wood Allen, curtas metragem e trabalhos irônicos independentes. Não tenho nada contra Blockbuster.

Deixe um comentário

Por favor Faça Login para Comentar
  Acompanhe respostas por e-mail  
Notificar
%d blogueiros gostam disto: