Home Filmes Sob a Pele do Lobo (Bajo la Piel de Lobo)
Sob a Pele do Lobo (Bajo la Piel de Lobo)

Sob a Pele do Lobo (Bajo la Piel de Lobo)

51
0

Desligue seu celular, apague a luz, feche as janelas, acenda uma vela e se ponha a jantar sem talheres e bebendo água em silêncio. Agora fique assim por mais 1h30. Pronto. Esta é o clima do filme Sob a Pele do Lobo.

Antes de saber onde assistir, é importante deixar claro que não é um filme convencional.

Em meio à turbulência de informações da NetFlix, Sob a Pele do Lobo é um oásis de calmaria e reflexão.

Sob a Pele do Lobo

A história é simples e complexa: um homem que vive isolado em meios as montanhas da Espanha. Após a morte de seu cão, resolve atender as sugestões de um amigo e compra, isso mesmo, compra uma esposa. Estamos falando de uma região isolada em algum lugar do início do século XX. O próprio local é indefinido, sugerindo ser Espanha pelo sotaque e arma. Mas isso não é relevante.

A direção é por conta de Samu Fuentes com cinematografia de Aitor Mantxola.

A atuação é de Mario Casas como protagonista e Irene Escobar como esposa.

Fatídico

O homem animal ainda grita desesperado no mundo contemporâneo. Porém, o faz em meio à proposital poluição sonora do contemporâneo.

No filme, Fuentes explora este animal no silêncio do mato e no isolamento social. Coloca um ser no seu habitat mais inóspito e violento e o deixa sobreviver.

E quando se espera o sofrimento pela condição extrema de frio e fome, faz-se sofrer pela condição de convenci em dupla. Depois da chegada de sua esposa, o protagonista vê-se confrontando seus maiores medos e desafios. Nada mais corriqueiro quando não estamos com a cabeça baixa no celular ou vivendo a virtualidade das redes sociais.

O extremismo do sexo animal e da alimentação rudimentar é uma estratégia de provocação. Ou seria só mais uma Árvore da Vida.

Naftalina - Sob a Pele do Lobo

Crítica

O que Fuentes e Mantxola pretendem é levar o expectador à pele do animal humano que vive a história.

A partir dai a interpretação de Casa é fundamental para dar seguimento a estratégia. Isso porque o filme praticamente não possui diálogo, trocando palavras demasiadas por um ambiente quase claustrofóbico (o que é um paradoxo dado a paisagem), e, principalmente solitário.

Talvez seja isso que incomode tanta gente que negativou o filme na lista da própria NetFlix e por sites internet afora. Em um ambiente de tanta comunicação desnecessária, propor o silêncio é quase uma audácia.

Mas, o que não ajuda é a duração do filme, de quase duas horas.  Em bons momentos o filme se repete em si e poderia resumir mais a experiencia.

Naftalina - Sob a Pele do Lobo -

 Por fim

De qualquer forma é um filme que merece ser analisado mais de uma vez. Mesmo que seja pelo simples fato de provocar-se e sair do habitual tagarelar sem nexo e repetitivo.

 

(51)

Totonho Lisboa Sou ator de teatro e televisão e produzo espetáculos sob encomenda. Sou parte do nicho que se interessa por muitos assuntos, mas não é expert em muita coisa. Meus momentos criativos são compostos por séries, Wood Allen, curtas metragem e trabalhos irônicos independentes. Não tenho nada contra Blockbuster.

Deixe um comentário

Por favor Faça Login para Comentar
  Acompanhe respostas por e-mail  
Notificar