Home Games Xbox One S All-Digital: uma versão sem discos?
Xbox One S All-Digital: uma versão sem discos?

Xbox One S All-Digital: uma versão sem discos?

20
0

Já fazia tempo que boatos sobre uma versão do Xbox One “all digital” sem discos estava para ser lançada. Semana passada um leak num site de notícias digitais alemão deixou escapar que esse novo console seria revelado esta semana. E hoje esses boatos foram confirmados no mais recente “Inside Xbox”, o programa da Microsoft para compartilhar notícias do seu console.

O console terá o nome Xbox One S All-Digital. Visualmente, ele é idêntico ao Xbox One S já existente, com a única diferença sendo a falta de uma unidade de disco.

Foto da caixa da versão All-Digital do Xbox One S
Caixa da versão All-Digital do Xbox One S

 

Detalhes que não empolgam

Como a única diferença é a unidade de disco, não há nenhuma novidade nos atributos gerais do console. Em questão de armazenamento, o console terá apenas o clássico 1 Tera. Fora isso, revelaram que será possível assinar Game Pass, o serviço de games por assinatura da Microsoft, por três meses com apenas $1. Aqui no Brasil já existe essa promoção, R$1 por três meses. Então não há surpresas nesse quesito também.

A novidade é que o Xbox One S All-Digital virá com três jogos. Sea of Thieves, Minecraft e Forza Horizon 3. Infelizmente a resposta dos gamers em fóruns e comentários na internet não foi muito positiva. Isso porque dois desses jogos, Sea of Thieves e Minecraft, fazem parte do Game Pass. Também incluído no Game Pass está Forza Horizon 4, o que fez muita gente questionar a inclusão da versão anterior no console ao invés da nova.

Considerando que o Game Pass é um serviço bastante atraente em um console sem unidade de disco, a seleção inicial soa bem sem graça. Não seria melhor dar alguns meses extras de graça no Game Pass? Ou apenas um mês, apenas para dar aquele gostinho de comprar um console novo e ter acesso direto a mais de 100 games sem precisar pagar nada mais?

 

Apenas 1 Tera?

Porém o mais preocupante é o espaço de armazenamento. 1 Tera para um console all digital? Os grandes lançamentos hoje em dia chegam quase às centenas de gigabytes. Com um armazenamento desses, você mal conseguirá ter uma dúzia de games no seu console.

Mesmo nos consoles com discos 1 Tera, não é grande coisa, visto que games às vezes precisam ser instalados e atualizados com patches gigantes. E com o Game Pass, te garanto que esse espaço será consumido quase que imediatamente. Eu tenho que ficar deletando games cada vez que quero experimentar algo novo, visto que nunca tenho muito espaço livre.

 

Vale o investimento?

Pra completar o pacote, o preço final é $249,99. O Xbox One S frequentemente está em promoção com preços menores do que isso. Os fãs estavam esperando que o preço fosse no máximo $199, idealmente $150 para atrair aqueles que ainda não tinham um console da nova geração.

A Microsoft garantiu que o preço do All-Digital será sempre $50 mais barato do que o Xbox One S original. Mas isso é em relação ao preço oficial, que continua sendo $299,99, mesmo com as constantes promoções.

Foto de pacote do Xbox One S com Minecraft
Um dos pacotes do Xbox One S que atualmente são mais baratos do que o preço estimado para a versão “All Digital”

 

A evolução de um mercado

É notável a mudança de foco das mídias físicas para as digitais. Steam é um exemplo de sucesso nessa área. E para os desenvolvedores, mídias digitais são muito mais interessantes porque os consumidores não podem comercializar games usados.

Aqui na América do Norte o mercado de games usados é bastante lucrativo. Lojas como a GameStop criaram um império vendendo jogos usados. E os desenvolvedores não gostam disso, visto que eles não recebem nenhum tostão – o lucro é 100% da loja.

O problema é tanto que no lançamento do Xbox One eles tinham um sistema para impedir a venda de games usados. Esse sistema registrava os discos às contas dos usuários, e se você tentasse usar outra conta para jogar, o game não funcionaria. E assim como jogos digitais, não seria possível transferir a licença.

Naturalmente os consumidores acharam isso um abuso e reclamaram, o que resultou num lançamento desastroso para o console. Eles voltaram atrás, mas a essas alturas a Sony já tinha tomado a liderança.

 

E as vantagens, quais são?

Mídias digitais têm diversas vantagens sobre mídias físicas. Você não precisa lidar com discos, e portanto não se preocupa com a conservação ou riscos nos mesmos. Para trocar de game, não é preciso nem levantar do sofá e procurar pelo disco. Eles não ocupam espaço na sua prateleira e não ficam juntando pó. Você pode comprar jogos na comodidade do seu lar, e eles não são limitados por quantidades de estoque. Contanto que o servidor esteja funcional, você pode comprar o jogo quando quiser. E por mais que você tenha que esperar pelo download, ainda é mais rápido do que encomendar em uma loja online, por exemplo. Pode ser até mais rápido do que sair para comprar o game.

Fora essas vantagens, novas formas de consumir jogos estão aparecendo no horizonte. No caso da Microsoft, você pode fazer uma assinatura do Game Pass, que funciona tipo o Netflix. Você tem uma variedade de títulos ao seu dispor que você pode baixar e jogar ao módico preço de uma mensalidade. Game Pass no Brasil custa R$29 atualmente, o que julgo ser um bom preço, ainda mais considerando a qualidade dos jogos incluídos no serviço.

Imagem promocional do serviço de games por assinatura da Microsoft, Xbox Game Pass com personagens de diversos games exclusivos como Halo, Banzo Kazooie, Recore e Sea of Thieves
Imagem promocional do serviço de games por assinatura da Microsoft, Xbox Game Pass

 

Um lançamento próximo?

O lançamento está marcado para o próximo mês. Dia 7 de Maio para ser exato. Nas lojas oficiais e em algumas lojas seletas online já é possível fazer a compra antecipada do console.

Mas será que vale a pena? Considerando o preço, ainda é melhor comprar um Xbox One S tradicional. Talvez seja cedo demais para introduzir um console desse tipo. Mas temos que dar crédito à Microsoft por tentar. 🙂

(20)

Vagner Albino Nascido no Rio Grande do Sul, atualmente mora no Canadá e está sempre procurando pelas últimas novidades no mundo dos games. Seus jogos favoritos são RPG, aventura, música e indies, e ele mesmo já desenvolveu diversos pequenos jogos e interações para a plataforma Twitch, onde esporadicamente faz algumas transmissões.

Deixe um comentário

Por favor Faça Login para Comentar
  Acompanhe respostas por e-mail  
Notificar